FOTOBIOMODULAÇÃO* NA PODOLOGIA

Matéria do Livro I FÓRUM DE APLICAÇÃO DA LUZ NA SAÚDE....

Evento realizado na UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO, INSTITUTO DE FÍSICA DE SÃO CARLOS

Profissionais das diferentes áreas da saúde.

Temas envolvendo Tecnologias Ópticas (Lasers e LEDs ).

FOTOBIOMODULAÇÃO e TERAPIA FOTODINÂMICA APLICADA NA PODOLOGIA.                                                                                                  *FOTOBIOMODULAÇÃO (PBM - PhotoBioModulation) é o termo eleito, hoje, pelos pesquisadores da WALT (World Association for Laser Therapy) para nominar o emprego de fontes de luz em baixa/média intensidade (lasers e leds) em procedimentos curativos (tratamentos), em substituição ao termo FOTOTERAPIA (Laserterapia/Lediterapia). Portanto, ao empregar LILT ou LEDT, vc estará Fotobiomodulando processos fisiológicos !!             

Podologista Orlando Madella Jr                                                        

Há algumas décadas que o pé é objeto de análise, investigação, diagnóstico e terapêutica de variadas patologias que o afetam, motivo que originou o aparecimento de uma nova ciência na área da saúde designada “Podologia”.(1)

 A Podologia como ciência da área da saúde humana atua na investigação, prevenção, prognostico e realiza tratamento de patologias superficiais e as deformidades podais, utilizando-se de instrumentos  pérfuro-cortante, fototerapia, eletroterapia, órteses e próteses.(2)

O termo Podologia origina-se do grego arcaico: O prefixo 'Podos', significa pé/pés e o sufixo 'Logos', tratado, estudo, conhecimento. Forma-se então o terno 'Podologia', que é o nome da ciência que trata do estudo dos pés.

O termo, Podólogo/Podologista, são da mesma origem, designa-se a pessoa que aplica terapia nos pés, com estudo técnico-científico adequado, aprofundado na anatomia, fisiologia, biofotônica,  podopatias e conhecimento biomecânico dos pés. Através do Decreto Lei de 1957, a profissão passou a ser considerada como Atividade afins da Medicina.(3)

O Podólogo/Podologista é o  profissional que tem como principais funções à prevenção e o tratamento das afecções dos pés, auxiliando profissionais da área da saúde.(4) 

História da Podologia.

Nós profissionais da área de podologia já fomos: Andarilhos Calista, Raspadores, Curadores, Operadores de Calos, Calistas, Enfermeiros-Pedicuros, Pedicuro,Podólogo e Podologista. A partir de 2009 passamos ser Podologista com formação em tecnólogos e bacharelando em podologia pela Universidade Anhembi Morumbi SP. A luta continua para que se dê à profissão a importância que ela merece. Hoje se exige do profissional da área podológica uma habilitação com escolaridade, na prática diária, é imprescindível a arte de bem manusear de lâminas de corte, fresas, fototerapia, eletroterapia, posturologia, agentes químicos e medicamentos de uso tópico. É uma grande responsabilidade e por isso é necessário diariamente buscarmos  novos conhecimentos.(5) 

Podologia na era da Biofotônica.

A Podologia vem-se beneficiando amplamente  era da biofotônica há vários anos. Onde existem vários trabalhos com Laserterapia e Ledterapia, no tratamento de algias, inflamações e cicatrizações dos tecidos.

A Fototerapia e a Terapia Fotodinâmica (TFD) são diferentes técnicas e com princípios diferentes, mas podem ser utilizadas em associação nos tratamentos podológicos. 

Há muito que ser pesquisado ainda na área de fototerapia  por laser e LED de baixa intensidades, mas é possível beneficiar aos pacientes com esta modalidade terapêutica, desde que haja critérios sérios e bem definidos para sua indicação, assim como uma avaliação criteriosa quanto às contra-indicações e cuidados nas aplicações.( 6)

Até onde o podólogo pode atuar na Podologia?

É bom enfatizar que devemos desempenhar nossas atividades sempre, respeitando  os níveis de competência a nós estabelecido.

Podemos integrar equipes de profissionais da saúde compostas por médicos, fisioterapeutas, enfermeiros, nutricionistas, ortesitas, entre outros, mas, mantendo  autonomia em relação a estes profissionais, elaborando ele mesmo seus próprios diagnósticos podais e realizando os tratamentos que lhe parecer mais adequados; na fase diagnóstica de seu trabalho, caso se depare com um quadro clínico que sugira a intervenção de outro profissional da área de saúde, deve encaminhar seu paciente a procurá-lo.

TERAPIA  FOTODINÂMICA APLICADA NA PODOLOGIA.

Devemos ressaltar a importância da anamnese, que deve ser preenchida como avaliação inicial, antes de se iniciar qualquer procedimento podológico.

Saber o histórico da saúde do nosso paciente e o presente momento em que iniciamos uma relação profissional com ele é de grande importância, pois, sempre temos que estar aptos para qualquer esclarecimento entre paciente/profissional. As contras indicações:   processos tumorais ( pode estimulá-los); lesão sem diagnóstico pode ser um carcinoma; pacientes com história de fotossensibilidade ou que façam uso de medicações ou cosméticos fotossensíveis  (endógenas: ácido retinóico e glicólico); câncer de pele ( pode estimular o seu desenvolvimento). Sempre lembrando que o  sigilo, profissional caracteriza o profissional como ético.

 Preparo do campo de atuação.                                                                                                                                                                          Local de tratamento deve estar previamente limpo, desinfetado, livre de líquidos, pomadas, cremes e secreções  sebáceas, evitando reflexão da luz.  Após a administração do fotossensibilizador, aguarda-se um período de tempo para que o mesmo acumule-se preferencialmente nas células – alvo; em seguida, é realizada a iluminação da lesão com luz em comprimento de onda adequado ao aparelho que está sendo utilizado. 

O efeito fotobiológico é o conjunto de efeitos derivados da absorção pelos tecidos, assim as aplicações pontuais devem ser de, aproximadamente, 1 cm para cada ponto nas bordas da ulceração. Caso a aplicação seja zonal ou por varredura, deve-se medir a área de incidência do LASER ou a área lesada a ser tratada.

Protocolo padrão de utilização da luz de baixa potencia em Podologia.

Os protocolos usuais na podologia utilizam-se de Luz LASER (vermelho e infra vermelho) e LED (  azul e vermelho ) em doses de iluminação que vária de 20 a 120 joules.

Protocolo de aplicação com luz em algumas podopatologias.

É importante ressaltar que em todos procedimentos podológicos deve ser aplicado a profilaxia prévia do local a ser irradiado,empregando anti-sépticos incolores, enxugar com papel toalha ou  acionamento de ar com seringa. 

Onicocriptose com Granuloma

Definição: Presença de granuloma piogênico, inflamação, dor e secreção.

Efeitos Fotofísicos: Analgesia, anti- inflamatório e cicatrizante.

Verruga Plantar VP

Definição: Proliferações epiteliais benignas, contagiosas, células virais (HPV).

São tumores epidérmicos de origem virótica, causada pelo vírus classificado como HPV - Papiloma Vírus Humano (HPV se multiplica dentro das células da camada espinhosa da epiderme)

O sinal mais constante e revelador é a dor provocada pelas mais leves pressões. O tratamento que compete ao Podólogo é orientar os pacientes a necessidade de um acompanhamento médico, para um tratamento multidisciplinar (tratamento podólogo e médico).

Efeitos Fotofísicos:Virucida.

Onicomicose (OM). 

Definição: Doença no corpo da unha causada por fungos, provocando alterações na sua forma, cor e espessura.

Sempre necessário realizar exames micológicos e de cultura pois algumas onicopatias podem apresentar as mesmas características que as onicomicoses. 

 Dos 100.000 a 250.000 gêneros de fungos, apenas 180 são patogênicos para pessoas

 e animais. 

As Onicomicose (OM) são as mais frequentes das doenças das unhas, representando de 18 a 40% de todas as onicopatias (doenças do corpo ungueal). Os fatores de risco incluem antecedentes familiares, idade avançada, condições precárias de saúde, traumas, clima quente e úmido, uso de imunossupressores, banhos comunitários e calçados oclusivos. A OM em geral é assintomática e os pacientes costumam buscar auxílio médico/podológico por razões de estética. À medida que progride, pode causar dor e desconforto, perda de autoestima e de interação social também são morbidades relevantes.

Efeitos Fotofísicos: Antifúngico

 

Úlceras ou Feridas plantares: 

Definição: Qualquer interrupção na continuidade da pele.

Ferida: Interrupção da continuidade dos tecidos devida a causa externa (traumatismo, intervenção cirúrgica), com ou sem perda de substância.

Úlcera: Tem as mesmas características da ulceração, entretanto tornou-se crônica, isto é, permanece sem regeneração por mais de 30 dias.

Efeitos Fotofísicos: Analgesia, anti- Inflamatório, cicatrizante e antimicrobiano.

 

Perfurante Plantar 

Definição: Consiste numa ulceração indolor, rodeada por uma zona de hiperqueratose, em geral, localizada no antepé (parte anterior do pé), especialmente na face plantar do hálux e no nível do primeiro e quinto metatarsianos. A lesão ocorre após um período mais ou menos longo, em que o paciente foi portador de um calo indolor, sobre o qual surgia posteriormente uma úlcera.

Efeitos Fotofísicos: Anti- Inflamatório e cicatrizante.

 

 FOTOTERAPIA  APLICADA NA PODOLOGIA.

Esporão de Calcâneo

Definição: Formação óssea reativa em forma de esporão, que se localiza na face plantar do calcâneo. Geralmente, a dor é pulsante na zona plantar do calcanhar, surge pelo processo inflamatório local que é provocado por microtraumas repetitivos. Mas atenção, nem toda dor nessa região é esporão e há casos em que o esporão de calcâneo não manifesta dor.

Efeitos Fotofísicos: Analgesia e Anti- Inflamatório

Metatarsalgia 

Definição: Refere-se a "dor na região metatársica" várias afecções que se caracterizam por produzir dor no ante pé ( as cabeças metatársicas, para face plantar do pé, na região correspondente à articulação metatarsofalângica).

Efeitos Fotofísicos: Analgesia e Anti- Inflamatório

Neuroma de Morton 

Definição: É uma tumoração dolorosa da região intermetatársica distal e interdigital, no local correspondente à bifurcação dos ramos digitais dos nervos plantares sob o ligamento intermeta­tarsal transverso.

Efeitos Fotofísicos: Analgesia e Anti- Inflamatório

 

Calo Interdigital podal. 

Definição: Originado pela contínua atividade de uma articulação interfalangeana ou metatarso-falangeana contra as suas anexas ou adjacentes.

Efeitos Fotofísicos: Analgesia e Anti- Inflamatório.

 

Calosidades plantares 

Definição: Excesso de tecido córneo que cresce e forma saliência.

Efeitos Fotofísicos: Analgesia e Anti- Inflamatório.

 

ILIB - TÓPICA (Intravascular Laser Irradiation of Blood  (irradiação de luz laser sobre o sangue).
Laserterapia ILIB Aplicado na Podologia

A podologia vem-se beneficiando amplamente da biofotônica há vários anos. RECOVER é o mais novo aplicador LASER de baixa intensidade para utilização em procedimentos clínicos (Podologia).

A Fototerapia, Terapia Fotodinâmica (TFD) e o ILIB são técnicas de princípios diferentes, mas que podem ser utilizadas em associação nos tratamentos podológicos.

Há muito que ser pesquisado ainda na área de fototerapia  por laser e LED de baixa intensidades, mas já é possível beneficiar aos pacientes com esta modalidade terapêutica, desde que haja critérios sérios e bem definidos para sua indicação, assim como uma avaliação criteriosa quanto às contraindicações e cuidados nas aplicações.

Esta técnica, conhecida como aplicação intravascular de laser terapêutico modificado – ILIB, tem origem russa na década de 1970. Tendo em vista que os radicais livres possuem um efeito nocivo ao nosso organismo e necessitam de uma intervenção terapêutica medicamentosa para serem eliminados, o ILIB tem o propósito de auxiliar neste processo.

Os radicais livres (RL) em geral, têm um período de vida muito curto, sendo produzidos continuamente no organismo a partir de reações bioquímicas, sendo a sua gênese a partir do oxigênio e seus derivados, e também de diversos metais. Podem causar doenças degenerativas de envelhecimento e morte celular.

Para combater o efeito lesivo dos RL, o organismo lança mão de um sistema de defesa que utiliza: Enzimas, Proteínas e Compostos varredores, mas, dependendo do caso esse sistema poderá ser insuficiente, necessitando de uma terapia medicamentosa auxiliar. Para contribuir e promover a manutenção da Homeostase do organismo (o organismo necessita para realizar suas funções adequadamente para o equilíbrio do corpo.), pode ser utilizada o ILIB.

Estimula a produção de prostaglandina (diminui a dor) - Estimula a produção de serotonina (geradora de bem estar) - Auxilia no combate dos sintomas de TPM, estresse, enxaqueca e dores lombares.

A terapia ILIB pode ser utilizada no tratamento das seguintes afecções dentre outras: artrite, artrose, inflamações e tensões musculares, bem como, do diabetes, colesterol, hipertensão, promove o alívio da dor, a reparação tecidual (diminuição do tempo de cicatrização) e redução de edemas e hiperemias (efeito anti-inflamatório, anti-edematoso e normalizador circulatório) entre outras doenças cardiovasculares. Estes efeitos terapêuticos favorecem o rejuvenescimento, o bem-estar e a qualidade de vida.

Esta técnica consiste na irradiação do sangue com Laser vermelho ou infravermelho segura, não invasiva e sem efeitos colaterais. para ativação celular, efeito *antioxidante, ação anti-inflamatória e aumento da circulação sanguínea, que resulta na prevenção e tratamento de diversas doenças.

 

Diferenças do Laser Vermelho e Infravermelho

(tanto em pontos sistêmicos quanto na Laserpuntura

O Laser de diodo semicondutor, emitindo no comprimento de onda vermelho (entre 600 e 700nm  é absorvido no sangue, enquanto o infravermelho não é. Então, o vermelho é aplicado nós vasos sanguíneos, pode ser artéria radial (aquela que sentimos pulsar no punho), temporal, poplítea. As espessuras da derme e epiderme são mais finas comparadas às outras regiões do corpo, facilitando o acesso da luz nos vasos sanguíneos, em especial na artéria radial.

Laser Infravermelho 880nm*  é indicado em ponto de inervação responsável pela modulação cardiovascular através dos pontos de acupuntura, como o PC6 e PC7 (Laserpuntura)  e por poucos minutos comparado aos 30 minutos do laser vermelho. Então, pode ser feito de 1 à 3 minutos por ponto de acupuntura, tem acupunturistas que repetem 3 vezes no mesmo ponto. *É de baixa potência, ou seja, não há aumento de temperatura e não há risco de queimar a pele.

 

Definição.

Além do conhecimento científico sobre fototerapia e fotodinâmica, que será utilizado na patologia a ser tratada, deve ser aliado o senso crítico/clínico do profissional, que somados, constituem um fator de grande importância no sucesso do tratamento  podológico..

É Necessário que o podólogo se dedique aos estudos da fototerapia e fotodinâmica. Conhecer os possíveis riscos durante a irradiação e dos cuidados existentes, são requisitos essenciais para todos os profissionais que utilizam o laser.

 

Palavras chaves.

Biofotônica:  trata-se de uma área que emprega a Luz como ferramenta essencial em procedimentos relacionados às ciências da vida.

Fotopolimerizador : É um aparelho de luz no espectro azul com comprimento de onda de aproximadamente 470 nanômetro que ativa a resina endurecendo-os. Utilizado nas órteses ungueais. V. Podopolimerizador.                                                                                                             Fotorreceptores : São os receptores sensoriais  responsáveis pela visão. São células  que captam a luz  que chega à retina  e transmitem para o cérebro um impulso nervoso  correspondente à qualidade dessa luz, permitindo assim que o cérebro reconheça  a imagens.V.Fotoceptores.                                       Fotosdxsensibilidade: Tendência dos tecidos a reagir anormalmente à luz.

Fotossensibilizadores : São moléculas capazes de interagir com a luz de modo a gerar espécies altamente reativas de oxigênio como o oxigênio singlete e outras formas radicalares.

Fototerapia direta : É aquela em que uma fonte de luz é utilizada diretamente sobre o tecido-alvo.

Fototerapia Indireta : É uma forma de tratamento  usando  luz e compostos fotossensíveis, em combinação com o oxigênio contido no tecido.                                  

Fototerapia: Foto (luz) + terapia ( tratamento). É a modalidade terapêutica que aplica exposições repetidas e controladas de radiação no tratamento e cura de diversas patologias.                                                                                                      

Fototerápico: Quando ocorre uma liberação de moléculas de oxigênio, capazes de destruir microorganismos, tais como, bactérias, fungos e vírus; porém, quando uma luz , a droga é ativada e o tecido ou o microrganismo morre rapidamente.                                                                 

Fotobioestimulação: Que através da estimulação por fonte de luz de baixa energia existe aumento do metabolismo celular.

Hemostasia: Detenção, espontânea ou artificial, de um fluxo sangüíneo ou hemorrágico.

 Referencias Bibliográficas

www.podologiabr.com Podologista Prof° Orlando Madella Jr.

Protocolos dos Fabricantes MMO, DMZ, LED Edens  e Laser Hand ) Livro Laser Bio-Medicina Ed.Atheneu. Bibliografia

Dicionario Ilustrado de Podelogia 7Edição . Protocolo Clinico Odontológico 4º edição Dra. Profa. Rosane Lizarelli. Ribeirão Preto, Maio de 2010

Novos Enfoques da Fototrapia.. Prof. Vanderlai S. Bagnato.Ed. CEPOF

(1 a 5) http://www.podologiabr.com/detalhes.asp?cod=27  data: 09/09/2004

 (6) Ortiz MCS, Carrinho PMP, Santos AAS, et al. Laser de Baixa intensidade: efeitos sobre os tecidos biológicos. Fisiot Brasil 2001.

(7) Navratil L, Kymplova J. Contra Indications of therapeutic laser. Swedish Laser-Medical Society [serial online] 2000; Disponível em: URL:http://www.laser.nu 5. Baxter D. Laser de Baixa Intensidade. In: Kitchen

ILIB - A terapia da vitalidade. https://mmo.com.br/pt-br/blog/199-ilib-a-terapia-da-vitalidade Dra.Fernanda Rossi Paolillo, Ph.D(Optics Group, IFSC-USP).

Protocolo da técnica ILIB utilizando o equipamento Recover MMO. https://mmo.com.br/pt-br/protocolos/acupuntura/file/232-ilib.

Ortiz MCS, Carrinho PMP, Santos AAS, et al. Laser de Baixa intensidade: efeitos sobre os tecidos biológicos. Fisiot Brasil 2001; 2(6):337-352..

 

Definição.

Além do conhecimento científico sobre fototerapia e fotodinâmica, que será utilizado na patologia a ser tratada, deve ser aliado o senso crítico/clínico do profissional, que somados, constituem um fator de grande importância no sucesso do tratamento  podológico..

É Necessário que o podólogo se dedique aos estudos da fototerapia e fotodinâmica. Conhecer os possíveis riscos durante a irradiação e dos cuidados existentes, são requisitos essenciais para todos os profissionais que utilizam o Laser.

Discussão.

De modo geral verifica-se que a aplicação da luz na podologia otimiza os tratamentos com resultados satisfatórios

Podologista/ Podólogo Orlando Madella Jr

28 de Janeiro de 2018

 

Prof. Podologista Orlando Madella Jr

Curso Superior de Tecnologia em Podologia, Técnico em Podologia, Autor do Dicionário Ilustrado de Podologia - 7ª. edição, Delegado representante Brasileiro na Confederación Latino-Americana de Podologia - CLP – Participou do Projeto dos micro-organismo causadores da Onicomicose na equipe de pesquisadores do Laboratório de Biofotônica de Fisíca da Universidade de São Carlos ( UFSC). São Paulo 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Podólogo Orlando Madella Jr.
Av. Paulista, 807 - Conj. 1012
Fone: (11) 3266-4710

Endereço

  • Av. Paulista, 807 - Conj. 1012
    São Paulo - SP - Brasil

Newsletter

  • Cadastre seu email.
    Receba noticias sobre podologia